OPEE_Fund_3ano_capa_P1.indd

3º ano do Ensino Fundamental

No terceiro ano do Ensino Fundamental, as crianças já começam a ter alguma identificação com a pré-adolescência, mas ainda é muito criança e é preciso muito cuidado e orientação na sua formação. Alguns já estão mais crescidos e até parecem menos crianças, mas eles todos precisam de nossa ajuda.

DESCOBRINDO A SI MESMO

Neste ano, a OPEE trabalha o autoconhecimento de forma lúdica, para que o aluno possa aprender brincando neste que é um exercício delicado, porém muito importante: o olhar para si mesmo. E um dos pontos que a metodologia aborda é a vaidade, para ajudar a criança a entender seus erros e saber superá-los. O excesso de vaidade pode dificultar o entendimento das próprias limitações, assim como comprometer o respeito aos outros, por isso trabalhamos essa questão. Numa sociedade bastante bombardeada pelo individualismo e consumismo, aprender a controlar a vaidade é um importante exercício de convivência e de construção da própria felicidade e autoaceitação.

Palavras e sentimentos, caixinhas de emoções, uso de mímicas para entender o que o outro está sentindo são algumas das atividades que trabalham o desenvolvimento da inteligência emocional. Isso porque já é comprovado cientificamente que as emoções são treináveis e, quando bem administradas, podem levar a uma melhor qualidade de vida e escolhas mais acertadas. São a base da autoestima e do autoconceito.

A seguir, o autor comenta sobre a obra e sua aplicabilidade neste eixo:

***

APRENDENDO SOBRE O TRABALHO E AS PROFISSÕES

Este eixo começa trabalhando o orgulho de ser professor como um exemplo dos valores agregados a uma profissão. A profissão de professor marca nossas vidas desde crianças, até porque sempre lembramos daquele mestre que nos foi tão importante nos anos escolares, daí a escolha. Uma roda de conversa é proposta no livro para essa tarefa e, a partir do exemplo do professor, partimos para outras profissões e a associação de soluções que elas apresentam à sociedade. Entendemos que precisamos ajudar as crianças a compreender o valor do estudo e do trabalho, desmistificando as muitas formas de ocupação profissional.

Abaixo, um vídeo do TED (um site com palestras muito interessante – www.ted.com) mostra como o professor é importante para o aluno, sendo para ele praticamente um “herói”.

 

Outro ponto que consideramos importante é a relação do trabalho com o espírito de cooperação, por isso uma das atividades trata das parcerias entre as muitas profissões (quem trabalha com quem) e mostra que não existe um trabalho estanque, pois ele está ligado a outras muitas atividades e, no coletivo, é que se dá o ganho a toda a sociedade.

Também trabalhos o 5s, que traz conceitos importantes de ordenação, limpeza, inteligência, saúde e autodisciplina. E, por fim, apontamos habilidades e competências ligadas à atitude empreendedora, sempre lembrando que o empreendedorismo não é apenas montar um negócio. A palavra empreender vem do latim “empreendere”, que significa “pegar com as mãos”. Para nós, a atitude empreendedora é a capacidade de a criança, o adolescente, o jovem e o adulto construírem seus projetos de vida bem definidos, para que possam aliar sucesso à felicidade, gerando um legado positivo para o mundo.

download

Como em todo o ano, o livro traz a história de um empreendedor brasileiro que se destacou em sua área. No 3º ano do Fundamental, a personalidade escolhida é Içami Tiba (foto), que faleceu em 2015 deixando um grande legado para a educação. Filho de imigrantes japoneses, este médico psiquiatra se dedicou ao estudo da relação familiar, escreveu em livros e colunas de periódicos sobre a educação de crianças. Criou a Teoria da Integração Relacional, que facilita o entendimento e a aplicação da psicologia por pais e educadores.

 

 

 

A seguir, o autor comenta sobre a obra e sua aplicabilidade neste eixo:

***

DESCOBRINDO A VIDA FINANCEIRA

Neste eixo, começamos apresentando de onde vem a ideia do porquinho como símbolo da economia (os famosos cofrinhos) e partimos para a reflexão sobre a importância de saber poupar, enxergando o dinheiro como um meio para se conquistar o que precisamos e não um fim em si mesmo. A OPEE trabalha a educação financeira no sentido de possibilitar um mundo mais sustentável, já que o consumismo é um dos maiores inimigos da sustentabilidade, pois todo produto comprado demanda retirada de bens materiais da natureza e nossa relação com o meio ambiente já está bastante desgastada.

Hoje em dia, a criança é o maior alvo da publicidade, bombardeada diariamente com uma comunicação que tenta implantar nela desejos que não necessariamente ela tenha para comprar, comprar e comprar. O resultado disso não é apenas uma geração mais consumista, mas também mais infeliz, e basta observar a relação de crianças de hoje com presentes para se ter certeza disso: muitas vezes, a criança acaba de ganhar algo e logo depois encosta, não usa mais, isso porque o desejo de querer aquele objeto não era dela, mas imposto pela publicidade.

Trabalhamos desde a origem do dinheiro até a contradição entre o “ter” e o “ser”. Para sermos felizes, precisamos sempre ter bens materiais? Claro que não! E aí é importante educarmos a criança para que ela possa diferenciar desejo de necessidade, enxergando o consumo como algo importante para a vida, mas não como condição única de felicidade e satisfação.

Abaixo, o autor comenta sobre a obra e sua aplicabilidade neste eixo:

Faça aqui a avaliação deste livro e teste seus conhecimentos.

11 comentários em “3º ano do Ensino Fundamental

  1. O material a principio, me desafiou a compreender como irei aplicar a educação financeira tendo que, trabalhar com sua vaidade, sua auto estima de maneira que ele compreenda seus sentimentos e sua relação com a sociedade que vivemos.
    O conteúdo é abordado de maneira muito singela e com uma clareza para que todos compreendam o grupo que vivemos, sua importância e como trabalhar de maneira lúdica a trabalhar com o consumismo e como podemos abordar o tema de educação financeira com mais facilidade.
    O professor deve ser o grande intermediador deste processo, pois somos o referencial do educando dentro de sala de aula.

  2. OPEE vem melhorando a qualidade de ensino em nosso dia a dia. Adorei poder participar do conhecimento dos integrantes desta conceituada empresa.

  3. Achei muito interessante a forma e os temas trabalhados pois acredito que fazem com que os alunos tenham um olhar diferenciado para lidar “com o mundo lá fora”.

  4. Muito bom!!!Riquíssimo.Pois o material norteia para uma orientação voltada para o compromisso e a responsabilidade do que se faz hoje em vista de um futuro promissor.Tudo é muito benéfico.A questão de uma profissão como vocação,a responsabilidade financeira e a ética.Gostei!!!!!

  5. Achei muito interessante a forma e os temas trabalhados, pois ensina valores importantes para alunos e professores que serão levados durante toda a sua vida.

  6. O curso é muito bom e abre um leque de diversas possibilidades de trabalho. Os temas são fundamentais para a vida de professores alunos.

  7. Capacitar é sair do seu “Eu” e aprofundar no conhecimento pensando no seu próximo (aluno). Amei participar deste curso.

  8. Realizar este curso foi muito gratificante, pois pude ver o quentão os nossos alunos podem crescer e desenvolver, quando nos dedicamos a aprimorar os nossos conhecimentos e nos dedicamos a eles em sala de aula.

Deixe uma resposta